Cultura

Bloqueio por coronavírus relaxa na China, autoridades emitem sistema de saúde codificado por cores

Bloqueio por coronavírus relaxa na China, autoridades emitem sistema de saúde codificado por cores


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Enquanto as cidades e províncias em toda a China lentamente relaxam as medidas de bloqueio do coronavírus, as autoridades implementaram um software de smartphone para monitorar a saúde dos cidadãos e ditar onde eles estão e onde não podem ir, relata o Business Insider.

RELACIONADOS: ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES SOBRE A DOENÇA DE CORONAVIRUS

Autoridades chinesas suspendem as restrições ao coronavírus

Cidades e províncias em toda a China estão lentamente revertendo as medidas de quarentena contra o coronavírus, e as autoridades atribuíram software de smartphone para monitorar a saúde dos cidadãos e sua localização. Em Wuhan - onde o surto de coronavírus começou - as autoridades estão usando o software para rastrear e limitar o movimento dos cidadãos, relata a BBC. As medidas de bloqueio de Wuhan foram suspensas na quarta-feira, meia-noite, horário local.

O software é instalado na plataforma de pagamento online do Alibaba, chamada Alipay, e no aplicativo de mensagens instantâneas WeChat. Quase todo mundo que possui um smartphone na China tem um ou os dois aplicativos.

Antes de viajar, os cidadãos devem primeiro preencher uma rápida pesquisa de saúde. Depois de concluído, o software atribui um código de saúde - verde, amarelo ou vermelho - que determina se eles podem sair de casa e também para onde podem ir.

Iniciativa de rastreamento da China para conter COVID-19

A nova iniciativa foi inicialmente apresentada por funcionários da cidade oriental chamada Hangzhou, relata o Business Insider. Desde então, outros seguiram seu exemplo. Em 25 de fevereiro, o programa estava ativo em 200 cidades chinesas. O número de cidades provavelmente cresceu desde então.

No final de 2019, WeChat e Weixin - a variante chinesa do aplicativo - tinham 1,16 bilhão de usuários ativos por mês. Alipay tem cerca de 900 milhões de usuários em toda a China, de acordo com O jornal New York Times.

Isso é significativo porque significa que, embora os aplicativos forneçam a força democratizante para os programas de saúde, isso ocorre às custas dos governos locais que criam bancos de dados incomodamente íntimos por meio dos quais podem limitar a vida dos cidadãos.

À medida que a pandemia de coronavírus se espalha pelo mundo, cabe às organizações sem fins lucrativos, empresas privadas e engenhosidade individual reunir recursos e trabalhar para conter a disseminação do novo vírus. Não deixe de conferir nossa página principal do coronavírus para um rápido resumo da luta global contra a doença mortal.


Assista o vídeo: CABO DACIOLO PROFETIZOU O CORONAVÍRUS AINDA EM 2018? CAIXÕES DA FEMA??? (Pode 2022).