Tecnologia médica

15 dos mais recentes avanços na tecnologia da saúde em homenagem ao Dia Mundial da Saúde

15 dos mais recentes avanços na tecnologia da saúde em homenagem ao Dia Mundial da Saúde


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Embora estejamos vivendo em tempos incertos, a comunidade científica está se reunindo para lutar contra a pandemia COVID-19. Mesmo durante o surto, as inovações nas tecnologias de saúde e medicina continuam inabaláveis.

Para comemorar o Dia Mundial da Saúde, e todos os profissionais de saúde trabalhando incansavelmente durante esses tempos difíceis, aqui estão 17 das mais recentes descobertas que sinalizam bons tempos para o futuro da saúde nos próximos anos.

RELACIONADOS: PAISAGENS VIRTUAIS: 13 FASCINANTES USOS FUTUROS PARA VR E AR

1. Telessaúde

O software de desktop remoto e as ferramentas de trabalho remotas, em geral, salvaram a vida de muitas pessoas que tiveram que trabalhar em casa devido ao coronavírus.

O Telehealth segue esse conceito, mas, em vez de trazer a área de trabalho do escritório para sua casa, leva o médico direto para a tela para ajudá-lo a diagnosticar qualquer problema que você possa ter. Em tempos difíceis, como durante uma pandemia que obriga a maioria das pessoas a ficar em casa, este tempo de tecnologia pode ser essencial e potencialmente salvador.

2. Realidade virtual

A realidade virtual (RV) e a realidade aumentada (RA) são promissoras quando se trata de saúde e medicina.

Os médicos do George Washington University Hospital estão usando a tecnologia de RV para aprender mais sobre o coronavírus e como ele se espalha. pic.twitter.com/ls1kEC8Ff9

- CNET (@CNET) 6 de abril de 2020

Estudos têm demonstrado que pode ser surpreendentemente eficaz como forma de alívio da dor, bem como meio de treinar médicos para a cirurgia. ComoCNETsalienta que os médicos do George Washington University Hospital até o têm usado para aprender mais sobre o COVID-19.

3. Vestíveis

Os wearables para a saúde e a medicina já existem há algum tempo, mas inovações recentes sugerem que eles existirão por muito tempo e continuarão a se desenvolver e crescer como uma tecnologia para monitorar nossa saúde.

Embora os rastreadores de condicionamento físico e os monitores cardíacos sejam bastante comuns agora, os biossensores, como o biossensor vestível da Philips, são um dispositivo que coleta uma ampla gama de dados sobre os pacientes, incluindo frequência cardíaca, frequência respiratória e temperatura. No futuro, combinar wearables com telessaúde (consulte o ponto 1) pode significar que nossa saúde seja monitorada 24 horas por dia e em tempo real.

4. 5G

Quase todos nós já vimos até agora, aquela demonstração 5G em que um cirurgião realiza uma cirurgia de um país diferente em um paciente usando uma mão robótica com latência quase zero.

Primeira telecirurgia # 5G do mundo por uma cirurgia ortopédica #robot! A cirurgia, fornecida pela rede # 5G da #ChinaTelecom com suporte técnico da #Huawei, foi controlada por um médico no Hospital # Pequim # Jishuitan e conectada a hospitais em Jiaxing e Yantai, no leste da China. pic.twitter.com/eEWyl4ct6g

- Global Times (@globaltimesnews) 27 de junho de 2019

Essa é a promessa do 5G para saúde e medicina, e embora haja algum debate sobre a segurança da tecnologia, provavelmente será uma força positiva na área de saúde. O motivo disso? Quase qualquer aplicação mencionada neste artigo poderá ser realizada em uma fração do tempo.

Grandes arquivos de imagem serão enviados aos médicos em milissegundos, a telessaúde será mais facilmente acessível e o monitoramento em tempo real será mais confiável - esses são apenas alguns dos benefícios.

5. A Internet das Coisas Médicas (IoMT)

À medida que a expectativa de vida aumenta, soluções rápidas e eficazes são necessárias para manter saudáveis ​​as populações em crescimento. Da mesma forma que a telessaúde poderia ser vista como o equivalente de área de trabalho remota para assistência médica, a Internet of Medical Things (IomT) é o equivalente de saúde e medicina para casas inteligentes e a Internet of Things (IoT).

Com o advento do 5G (veja acima), os dispositivos interconectados serão capazes de compartilhar dados em velocidades incríveis - com aproximadamente 1 milissegundo de latência. A assistência médica será automatizada como nunca antes, o que significa que casas e hospitais estarão mais conectados e os pacientes poderão ser diagnosticados e tratados com mais facilidade.

6. Selfie e diagnósticos de vídeo

Um aplicativo de smartphone desenvolvido na Universidade de Washington, chamado BiliScreen, permite que os usuários tirem uma selfie para se examinarem em busca de uma ampla gama de doenças, incluindo câncer de pâncreas.

O aplicativo faz com que a câmera do usuário foque no branco dos olhos, onde pode detectar um leve amarelecimento do olho, mesmo quando não é visível a olho nu. Esse amarelecimento é um dos primeiros sintomas do câncer pancreático. Da mesma forma, o aplicativo e o kit ScanBox permitem que as pessoas enviem imagens dentais a seus dentistas para um check-up remoto.

7. Big data

Já foi demonstrado que o big data salva vidas quando usado na área de saúde. A tecnologia permite que os pesquisadores verifiquem e cruzem as informações em uma taxa que não é possível para meros mortais.

Como um Forbes O artigo destaca que quatro hospitais que fazem parte da Assistance Publique-Hôpitaux de Paris têm usado dados de várias fontes para fazer previsões diárias e de hora em hora de quantos pacientes são esperados em cada hospital a qualquer momento. Isso permite que esses hospitais equipem seus hospitais de maneira adequada com base nas previsões.

Os cientistas também puderam analisar anos de dados de seguros e farmácias, por meio de big data, a fim de identificar 742 fatores de risco que predizem com alto grau de precisão se alguém está em risco de abusar de opioides. Existem inúmeras outras aplicações, incluindo a pesquisa de compostos químicos e tratamentos.

8. Robótica

Os robôs foram usados ​​extensivamente durante o surto de COVID-19. Seja para desinfetar robôs emissores de luz ultravioleta que eliminam vírus e bactérias ou robôs que podem ajudar a diagnosticar pacientes com coronavírus, permitir que formações universitárias ocorram durante o surto, divulgar e até distribuir gel higienizante, a robótica tem sido uma ótima aplicação para permitindo a interação durante nossos tempos de distanciamento social obrigatório.

Para ajudar a reduzir o risco de infecção, robôs estão ajudando médicos a tratar pacientes com coronavírus na Itália. pic.twitter.com/n2DJSgkTBS

- Al Jazeera English (@AJEnglish) 5 de abril de 2020

Mesmo antes da pandemia, assistentes de saúde de robôs já estavam em ascensão. No ano passado, por exemplo, a Samsung revelou seu robô assistente de saúde Bot Care na CES. O robô de atendimento pode conversar e monitorar indicadores-chave de saúde dos pacientes, ao mesmo tempo em que fornece informações aos familiares e médicos sobre a saúde do paciente. Outras empresas como Oz Robotics e ZoraBots também criaram seus próprios assistentes de medicina e saúde de robôs.

9. Impressão 3D

A impressão 3D já revolucionou a saúde e a medicina, em grande parte ao possibilitar a impressão de peças necessárias sob demanda. Isso permitiu que um grupo de engenheiros na Itália, incluindo Massimo Temporelli, fundador do FabLab em Milão, imprimisse peças que eram extremamente necessárias para hospitais para ventiladores salva-vidas para pacientes COVID-19.

A impressão 3D também é uma grande promessa para tornar as próteses mais acessíveis e econômicas (ver ponto 11) e até mesmo foi usada para imprimir pequenos órgãos de tecido vivo. Tome, por exemplo, o mini coração impresso em 3D da BIOLIFE4D.

10. Inteligência artificial

No mês passado, a Deepmind, de propriedade do Google, divulgou previsões de IA do COVID-19 para fornecer as informações necessárias sobre o potencial desenvolvimento do vírus.

Hoje estamos compartilhando previsões de estrutura para seis proteínas associadas ao vírus que causa o COVID-19, gerado pela versão mais atualizada do nosso sistema AlphaFold. Esperamos que isso contribua para a compreensão do vírus pela comunidade de pesquisa: https: //t.co/jW0SIA2b1Fpic.twitter.com/VelyywLsDu

- DeepMind (@DeepMind) 5 de março de 2020

Seu sistema de aprendizado profundo, que já é usado para prever como se desenvolverão as estruturas das proteínas, foi treinado no SARS COV-2, o vírus causador da doença COVID-19. Da mesma forma que Big Data, 5G e IoT, a IA é uma das várias tecnologias emergentes interconectadas que tem a capacidade de mudar completamente a saúde e a medicina.

11. Próteses

Empresas como a Open Bionics de Bristol estão desenvolvendo próteses que parecem legais para combater o estigma contra pessoas com deficiência. Suas próteses também são mais baratas do que a maioria das outras alternativas do mercado.

Combinado com tecnologias como nanotecnologia e grafeno, que tornam os sensores de movimento em próteses mais confortáveis, um novo tipo avançado de próteses pode ter um aumento no futuro próximo.

ComoGeografia nacionaldestaca que a impressão 3D também tem grande potencial para reduzir o custo de próteses que, de outra forma, seriam muito caras para pessoas em países menos desenvolvidos.

12. Olhos biônicos

No ano passado, cientistas da Universidade de Minnesota deram um grande passo em direção à criação de olhos biônicos funcionais que podem ajudar os cegos a enxergar por meio da impressão 3D de uma série de receptores de luz em uma superfície hemisférica.

O "olho" feito pelos pesquisadores contém fotodiodos que comprovadamente convertem luz em eletricidade com eficiência de 25%. Essas aplicações podem significar um dia que muitos de nós nos tornamos ciborgues à medida que partes de nossos corpos são substituídas pela tecnologia.

13. Exoesqueletos

Há apenas alguns meses, pesquisadores revelaram que um homem paralisado voltou a andar graças a um exoesqueleto e um implante no cérebro.

Publicado no jornalThe Lancet Neurology, as descobertas do cientista detalham como o homem passou por um teste de dois anos em que foi gradualmente capaz de treinar um sistema robótico para traduzir seus pensamentos em movimento, permitindo que ele andasse novamente.

14. Lentes de contato médicas

Se exoesqueletos e olhos biônicos não fossem ficção científica o suficiente, uma equipe de cientistas afiliados ao UNIST revelou recentemente uma nova lente de contato biossensível que detecta os níveis de glicose em pacientes com diabetes.

As lentes médicas, ou inteligentes, monitoram os níveis de glicose de lágrimas nos olhos por meio de componentes eletrônicos flexíveis e transparentes integrados. Incrivelmente, diz-se que os contatos não incomodam os usuários, apesar do fato de que eles essencialmente prendem um circuito eletrônico em miniatura contra a retina. Embora a tecnologia ainda esteja em fase de desenvolvimento, pode ter algumas aplicações incríveis para saúde e medicina no futuro.

15. Implantes cerebrais (BCIs)

Interfaces cérebro-computador (BCIs) são implantes que são colocados no cérebro de uma pessoa, permitindo-lhe controlar um computador usando sua mente. É uma tecnologia que provavelmente não atingirá seu potencial total por muitos anos. E ainda, porque eles podem mudar completamente nossas vidas, vários grandes nomes estão trabalhando em seu desenvolvimento, enquanto prometem grandes coisas.

Com típico bombástico, Elon Musk anunciou no ano passado que o sistema feito por sua empresa BCI Neuralink é "mil vezes melhor" do que o melhor sistema atual.

Apresentando Neuralink https://t.co/7EF34GGwN4

- Neuralink (@neuralink) 26 de julho de 2019

Neuralink, Elon Musk e outros proponentes da BCI acreditam que, no futuro, a tecnologia não só nos permitirá controlar os computadores com nossas mentes, mas também nos permitirá mitigar a ameaça da IA ​​e nos ajudar a entender melhor e tratar distúrbios cerebrais.

As inovações tecnológicas estão trazendo grandes benefícios quando o assunto é saúde e medicina. Embora possamos estar vivendo a incerteza de uma pandemia, esperamos que estejamos bem preparados da próxima vez que algo dessa magnitude ocorrer novamente.


Assista o vídeo: CELULARES DO FUTURO QUE JÁ EXISTEM!! (Julho 2022).


Comentários:

  1. Sik'is

    Que pergunta muito boa

  2. Addaneye

    Sim, realmente. Eu participei de tudo acima. Podemos nos comunicar sobre este tema. Aqui ou em PM.

  3. Roibeard

    Excelente comunicação boa)))

  4. Irvyn

    Uma mulher quer muito, mas de um homem, e um homem quer um, mas de muitas mulheres. Você tem uma coisa boa: que divide a bunda na bunda. A mulher frequente fumar é prejudicial, beber é nojento, mas morrer saudável é uma pena a inscrição sob a válvula de parada no trem do metrô: se você se sentir preguiçoso, puxe essa coisa. Não terminamos nas universidades !!! Não desabotoa suas calças na boca de outra pessoa! O Win95 é como um avião - doente, mas não há para onde ir! Fenita porra de comédia



Escreve uma mensagem