Ciência

Como exatamente a cafeína o mantém acordado?

Como exatamente a cafeína o mantém acordado?

Quer você seja um apreciador de café ou um "tomador de chá" (tentamos), sua arma preferida para um estimulante matinal é a cafeína. Mas você já se perguntou como essa droga milagrosa realmente funciona?

Aqui vamos explorar, resumidamente, o que exatamente é a cafeína e como ela afeta seu corpo.

RELACIONADOS: O COFFE PODE NÃO SER TÃO RUIM PARA NOSSO CORAÇÃO COMO PENSAMOS

O que é cafeína e como funciona?

A cafeína é classificada como um estimulante do sistema nervoso central da classe das metilxantinas. É também a droga psicoativa mais consumida no mundo.

Ao contrário de muitas outras drogas psicoativas (afeta o sistema nervoso central), a cafeína é amplamente legalizada e tende a ser desregulada. Em sua forma pura, a cafeína é uma purina cristalina branca e amarga que está quimicamente relacionada às bases adenina e guanina encontradas no RNA e no DNA.

É um componente de muitos produtos naturais no mundo, mas é mais comumente encontrado nas sementes, nozes e folhas de uma série de plantas (chá e Coffea sendo mais comum) nativo da África, Ásia Oriental e América do Sul. Na natureza, a cafeína atua como meio de proteção contra a predação e suprime a germinação de sementes próximas.

A cafeína é famosa por suas qualidades "estimulantes", mas como funciona exatamente? Para responder a isso, precisamos entender um pouco sobre as funções impactadas do trabalho de nossos cérebros.

Enquanto você está acordado, os neurônios do cérebro disparam e produzem um produto neuroquímico chamado adenosina como subproduto. A adenosina também é uma purina e um nucleosídeo básico.

Mas, além disso, a adenosina também é usada em muitos processos em seu corpo. A adenosina desempenha um papel importante nos sistemas imunológico, nervoso, circulatório, respiratório e urinário.

Por ser biologicamente importante, os níveis desse resíduo são monitorados constantemente pelo sistema nervoso central por meio de uma vasta rede de receptores. Quando a adenosina atinge um certo limite na medula espinhal e no cérebro, o corpo reage para iniciar o processo de fazer você dormir.

"Como a adenosina é criada no cérebro, ela se liga aos receptores de adenosina. Essa ligação causa sonolência ao diminuir a atividade das células nervosas. No cérebro, isso também causa a dilatação dos vasos sanguíneos, provavelmente para permitir que mais oxigênio entre nesse órgão durante o sono. " - science.howstuffworks.com.

Existem vários tipos de receptores de adenosina por todo o corpo, um dos quais, os receptores A1, é afetado pela cafeína.

Cafeína, quando ingerida em quantidades suficientes (geralmente cerca de 100 a 200 mg) atua em direção a esses receptores e imita os efeitos da adenosina natural ligando-se a ela. Mas, ao contrário da adenosina, a cafeína não retarda o funcionamento da célula do receptor; muito pelo contrário.

Ao fazer isso, seu corpo é levado a pensar que ainda não é hora de dormir, fazendo com que você se "sinta" mais acordado. A cafeína também faz com que os vasos sanguíneos do cérebro se contraiam, bloqueando a tendência natural da adenosina de dilatá-los.

É por esse motivo que alguns medicamentos como o Anacin (tomado para dores de cabeça) tendem a ser menos eficazes se você ingerir cafeína. Mas isso é apenas metade da história.

Como a cafeína age para mantê-lo acordado?

Como a adenosina está bloqueando a ligação aos receptores, outros neurotransmissores como a dopamina e o glutamato são capazes de se acumular em seu sistema.

A dopamina incha, dando aquele efeito de "golpe" quando você bebe um café forte.

Mas a cafeína é uma espécie de faca de dois gumes. Embora possa lhe dar um impulso de vez em quando, o efeito é de curta duração. Estima-se que sejam necessárias cerca de quatro xícaras de café para bloquear metade dos receptores A1 em seu corpo.

Com tantos receptores bloqueados, a adenosina logo se acumula no corpo sem ter para onde ir. Quando seu corpo finalmente metaboliza a cafeína em seu sistema, a adenosina acumulada inunda os receptores A1.

Seu corpo leva algum tempo para lidar com a carga de trabalho extra de adenosina natural, que faz você se sentir muito tonto, muitas vezes mais do que antes de comer demais. Mas, a eficácia desse processo depende totalmente do indivíduo; especificamente sua tolerância, genética e outras características fisiológicas.

"Mas, geralmente, a cafeína dura cerca de cinco a seis horas no corpo antes de desaparecer. Para mulheres que tomam pílulas anticoncepcionais e para mulheres entre a ovulação e o início da menstruação, leva cerca de duas vezes mais tempo para processar a cafeína. Para fumantes regulares, seus corpos levam metade do tempo para processar a cafeína. " - sleep.org.

Embora possa parecer que beber café lhe dá um aumento de energia, não é um substituto para o sono perdido.

Quais são os efeitos da abstinência de cafeína em uma pessoa?

Você pode ser, ou não, um viciado em cafeína, mas o consumo contínuo de produtos com cafeína acabará por permitir que você crie uma tolerância a ela. Normalmente leva entre uma semana e 12 dias para alguém desenvolver uma tolerância decente à cafeína bebendo apenas uma dose diária.

Mas para aqueles que consomem quantidades significativas de cafeína por dia, o vício em cafeína pode ter algumas implicações sérias para sua saúde.

O vício e a dependência da cafeína, como qualquer outra droga, podem afetar negativamente sua saúde e suas interações sociais, bem como outras partes de sua vida.

"Embora a maioria dos usuários de cafeína sinta que aprecia muitos dos efeitos da cafeína, como um bom" reforço matinal ", eles podem não estar cientes de alguns dos efeitos negativos que a droga está tendo, como sono interrompido, irritabilidade e ansiedade. Muitos as pessoas, por exemplo, entram em um ciclo vicioso de beber café para aumentar a energia, apenas para se sentirem fatigadas e incapazes de relaxar na hora de dormir. " - verywellmind.com.

Como muitas outras drogas, como a nicotina por exemplo, quando você interrompe sua ingestão diária, sua tolerância começa a cair e os sintomas de abstinência começam a aparecer.

Esses sintomas podem se desenvolver muito rapidamente entre 12 e 24 horas sendo a norma. Normalmente, esse é o principal motivo de sua ânsia matinal por um pouco de café; para evitar a retirada.

Um dos sintomas mais comuns é uma leve dor de cabeça, mas os mais sérios podem incluir depressão, fadiga, letargia, irritabilidade, náuseas e até vômitos. Os sintomas de abstinência geralmente duram cerca de 10 dias até que o processo de abstinência seja concluído.

Para aqueles que querem se livrar da dependência da cafeína, é recomendável reduzir sua ingestão diária gradualmente ao longo do tempo. A maneira mais fácil é substituir cada vez mais uma bebida com cafeína por uma alternativa descafeinada ou sem cafeína, para evitar os piores sintomas de abstinência.


Assista o vídeo: Para DORMIR MELHOR, fuja desses 10 ALIMENTOS que ATRAPALHAM SEU SONO (Julho 2021).